sexta-feira, 29 de agosto de 2008

VERDADE


Não precisa dizer nada.
Não precisa dizer que gosta, que ama.
Não me venha com presentes, dentes brancos em sorrisos refrescantes.
Não precisa ser o que não é, o que vai ser.
Seja apenas a verdade. Faça gestos reais.
Admita todos seus erros e pecados.
Seja honesto.
Nenhuma palavra de qualquer mudará
Não precisa dizer nada, nada!
Seja você, não invente.
Não conte bobagens, mentiras descabidas
Não tente mudar o tempo, o certo.
Esteja dentro.
Não precisa fingir que gosta.
Fala na cara o que quer.
Se é o rápido, ou mal me quer
Não tem problema
Eu aceito.
Não precisa iludir
Sou perspicaz.
Preciso apenas de uma coisa real, de 20 a 180 minutos.
Pra que mais?
Isso, porque não namorar apenas por duas horas?
Ser casado por um dia.
Que bobagem!
Seja certeiro. Isso! Seja você, não invente.
Não precisa, não se engane.
Não se comprometa além do que deva.
Não se obrigue, jamais.
Não se omita - se permita ao novo.
Não minta para si.
Reflita.
Seja você com o outro.

Um comentário:

fernando britto disse...

é bom ter um espaço como este. eu e um amigo decidimos chamar de bloco, ao invés de blog. é mais tupiniquim, menos importado... portanto, quando puder passarei em seu bloco. boa festa das palavras e imagens - aliás bem fortes, diga-se de passagem.