segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Está tudo certo
os carros andam
ainda há sol
a lua aparece
a maré sobe, desce
as mentiras são contadas o tempo todo
a métrica é morta
por mim
cada centímetro gota de saliva é jogada fora
para o ralo.
os sabores são sentidos
a brisa bate no cabelo da jovem senhora
alguém morre atropelado
os parques de diversões provocam gritos e risadas
vômitos são disparados
casamentos feitos e desfeitos
a agonia dos transplantes são mantidas
as esperas em filas
os lucros dos bancos
a revolta dos países colonizados
a memória de bandidos são preservadas
a corruptibilidade continua moeda
tudo invariavelmente não muda
sempre parte das três cores primárias.
Mantendo o preto e o branco como valores
sempre
via de regra

3 comentários:

Ernane Batista disse...

"a vida não para"

Stace disse...

parece Vinicius de Moraes. O Dia da Criação. munito!

francis disse...

Gostei do blog: textos, imagens e design. Parabéns.